3.9.11

Umas Belas Sardinhas

Num local no Algarve artificial onde pouco mais do que este sítio tem de oferta turística, e sem a genuinidade de há 30 anos atrás onde, no final da refeição, as contas se faziam pelo número de cabeças de sardinhas comidas.
Evolução é uma coisa, destruição é outra.

1 comentário:

JASG disse...

Parece que não há evolução sem destruição.