2.9.13

Praia do Barranco das Canas

Faço tantos desenhos que, quando me sento em frente do computador, tenho dificuldade em escolher qual publicarei. Por vezes, desisto. Habitualmente desenho todos os dias. E dias há em que passo várias horas a desenhar. Até dias inteiros.
Estas praias, conheço-as desde que nasci. E tenho acompanhado a sua erosão, processo natural. E também a sua destruição, processo artificial devido à intervenção de homenzinhos imbecis que têm poder.
Ainda consigo travar com esta parte da Natureza um diálogo construtivo. Conhecemo-nos bem. As memórias são imensas e eternas. Mas também acredito que o que foi mal feito, possa ser corrigido. E acredito igualmente que o poder dos homenzinhos imbecis possa ser erradicado. Sempre um utopista, pois claro.

Sem comentários: