31.3.15

Conversas na Casa João do Rio

Uma conversa informal à volta de um conjunto de desenhos realizados entre 1977 e 1984.
Entrada gratuita mas com limite de inscrições: casajoaodorio@gmail.com.

17.3.15

Limpeza das Canetas

Dia de limpeza das canetas Noodler's Ahab Flex e Kaweco Classic Sport.

16.3.15

Chá Dançante

Mensalmente a Associação Pédexumbo (em Évora) promove o "Chá Dançante". Eu, como sou um verdadeiro "pé-de-chumbo", fico-me pelos desenhos neste fantástico ambiente

8.3.15

Largo de S. Mamede, Évora

Neste sábado realizou-se mais um Encontro de Évora Sketchers, desta vez na Mouraria de Évora.

20.2.15

Angola: muxima, desenho e texto


"Angola: muxima, desenho e texto" é um projecto que estou a realizar com o escritor Luís Gaivão.
O objectivo é representar a Angola contemporânea através da articulação de desenhos realizados no sítio e textos que descrevem as vivências do local. O produto final será a publicação de um livro que será preenchido com a Província de Luanda e seus Municípios.
Para a sua concretização deslocámo-nos a Angola onde estivemos cerca de 15 dias na cidade de Luanda.

26.1.15

Monsaraz

 Uma tarde magnífica, um grupo fantástico. O primeiro Encontro do ano de Évora Sketchers.


17.1.15

Praia da Vagueira

Uma tarde fria mas com algum Sol. O mar estava forte e alguns homens e máquinas operavam na praia prevenindo as intempéries.

5.1.15

Carrapatelo

No dia 2 de Janeiro fui com a Estela Cameirão e com o João Matos desenhar para o Carrapatelo e para o Corval, duas aldeias perto de Reguengos de Monsaraz.

31.12.14

Bom Ano Novo

Com três desenhos do Natal, ficam os desejos de um Bom Ano Novo.

23.12.14

Bom Natal

Desejos de um Bom Natal

21.12.14

Ermida de São Sebastião, Alandroal

Foi mais um encontro dos Évora Sketchers. Este foi no Alandroal onde nunca tínhamos desenhado em conjunto. O dia esteve verdadeiramente frio. Quando estive a fazer este desenho deviam estar por volta dos 3º. Fi-lo de luvas e mesmo assim tive que o acabar no restaurante porque os dedos estavam enregelados.

18.12.14

Reguengos de Monsaraz e Arredores

Enquanto fazia este desenho comentava que parecia um desenho do Nélson Paciência, mas na realidade as verticais não eram lá muito verticais e, no Alentejo, os planos das casas raramente são planos.
 Um destes fins-de-semana o Filipe Almeida veio até Reguengos de Monsaraz desenhar.
Andámos por Reguengos de Monsaraz, Montoito, S. Pedro do Corval, Carrapatelo e Campinho.

14.12.14

Encontro de Évora Sketchers em Nossa Senhora da Boa Fé

Havia sido marcado um Encontro de desenhadores às 15 horas em Nossa Senhora da Boa Fé, uma povoação do distrito de Évora que outrora pertencera a Montemor-o-Novo, aproveitando um evento chamado «A Rota das Igrejas» organizada conjuntamente pelo Gabinete de Arquitectura e Património da Arquidiocese de Évora, pela Comissão Diocesana dos Bens Culturais e pela Câmara Municipal de Évora.
Igreja de Nossa Senhora da Boa Fé
Encontrei-me com o João Matos e a Márcia Barbosa pela manhã em Évora com a finalidade de desenharmos antes do encontro.
Chovia um pouco, não era possível desenhar no exterior. Parámos num café em Guadalupe e bebemos um vinho abafado. Aí começámos a desenhar.
O almoço foi num restaurante fantástico onde o menu era cantado entre o rap e o fado. As entradas foram uns deliciosos e crocantes torresmos do rissol e um queijo fresco de ovelha.
Para sobremesa um delicioso bolo de chocolate e côco.
A caminho do nosso ponto de encontro, o João Matos levou-nos ao Convento dos Monges que, neste momento, é uma ruína irrecuperável. Foi fundadoo no início do séc. XXVIII por eremitas que viviam em penitência de abstinência e oração. Sofreu bastantes estragos no terramoto de 1755, foi reconstruído mas acabou desactivado quando, em meados do séc. XIX, as ordens religiosas foram extintas.
A imagem mostra uma vista dos claustros.
 
Chegados a Nossa Senhora da Boa Fé, desenhámos a Igreja. De seguida dirigimo-nos à ponte do Lagar da Boa Fé sobre a Ribeira de S. Brissos. É uma ponte do séc. XVIII que fica perto da Igreja. Chamam-lhe ponte romana e, embora tenha três arcos romanos e haja vestígios romanos no local e eu a tenha identificado assim, não é.
Acabámos o dia, já noite, numa tasca em S. Sebastião da Giesteira a beber outro abafadinho. A Márcia optou por um chá de limão.

Dos Encontros de Évora costumamos dizer no final "Foi muito bom!". E há quem diga de seguida "São todos!". E são mesmo.

12.12.14

Bolos Fintos

As padinhas são bolos fintos. Eis duas qualidades cuja diferença reside no facto de numa ter sido usada uma massa mais finta.

4.12.14

Mário e Ketta Linhares em Évora

Mário e Ketta Linhares estiveram ontem na Biblioteca Pública de Évora apresentando o seu livro "Diário de Viagem - Costa do Marfim".